Itens na categoria Análises

Xaris Alexiou e a canção de ninar para Anastasia Isaak

Quem neste mundo já teve a honra de ter uma canção escrita pela própria Xaris Alexiou? Certamente nem todos têm essa sorte… mas uma garotinha de origem cipriota chamada Anastasia Isaak teve.

Hoje nós contamos um pouco da história por trás da letra de uma das canções mais lindas da nossa talentosíssima “Xaroula” chamada “To tragoudi tou xelidoniou” (A canção da andorinha).

Meu primeiro contato com essa música foi através de uma fita cassete que ganhei de presente da Rádio Voz da Grécia há uns quinze anos. No final do lado A achei essa pérola, basicamente uma canção de ninar, meiga, doce e terna como devem ser as canções do gênero.…

Análise de Min klais

Não chores e não lamentes porque anoitece.
A vida de quem experimenta a pobreza a cada dia é a de enfrentar o vento e as chuvas que batem com força à altura das janelas.

Este é o espírito do disco emblemático de 1980 chamado “Laika Proastia” (numa tradução livre “Subúrbios Populares”), com letra de Mixalis Bourboulis e música de Ilias Andriopoulos. Deste trabalho, escolhemos hoje a canção “Min klais” (Não chores), interpretada pela grande “rebetissa” Sotiria Bellou.

Min klais está inserida em um álbum que tem sua própria história. Inicialmente era para ser chamado apenas de “Proastia” (Subúrbios), mas Andriopoulos acabou adicionando também o adjetivo “laika” (populares) ao título.…

Análise de Mexri na Vroume Ourano

GlykeriaO zeimbekiko geralmente é caracterizado por canções tristes e pesadas. São inúmeras as letras que mencionam palavras como πικρό (pikro: amargo), βαρύ (vary: pesado) etc.

Mas o zeimbekiko pode também falar de amor sem, no entanto, deixar de ser uma música forte. Este é o caso de “Mexri na ginoume aggeloi” (Até virarmos anjos), música de 1992 interpretada pela voz marcante da cantora Glykeria.

Mexri na ginoume aggeloi é um zeimbekiko que toca no tema do amor ardente sem, no entanto, soar indelicado, medíocre ou indecente. Ele evidencia uma das características que eu mais gosto na música grega, que é falar sobre sentimentos de uma forma muito clara e apaixonada, por vezes até explosiva.…

Análise de O Aggelos Mou

O Aggelos mou

Quantas reações pode criar o amor dentro do coração dos que amam? Até que ele lance raízes, saindo de uma condição de paixão e cresça, quanto gostinho bom, quanta secura na boca, quanta insegurança pode nos causar? Mas é um sentimento tão gostoso e perdê-lo pode nos levar muitas vezes à ruína.

Esta linha tênue que se desenha entre uma paixão ardente e a sua perda é o tema central de algumas das músicas mais fortes da cantora Alkistis Protopsalti. Eu destacaria duas delas: Trava Skandali (Aperte o gatilho), sobre a qual um dia falaremos, e “O Aggelos Mou” (Meu anjo).…

Análise de Mia Vradya sto Louki

Adelfoi Katsimihas

Iniciamos esta série de análises de canções gregas no nosso blog com uma das composições mais legais que conheço.

Mia Vradya sto Louki (Uma noite no Lucky) é uma canção dos Irmãos Katsimihas (Panos e Haris Katsimihas) que chegou aos ouvidos do público em 1982. Na época os irmãos participaram de um concurso musical organizado pelo grande Manos Hatzidakis em Corfu. Desse concurso eles saíram vitoriosos com uma canção pra lá de irreverente.

 

A letra

Mia Vradya sto Louki narra de maneira muito engraçada a falta de sorte de um tipo chamado Haris num bar em Thessaloniki, o “Lucky Louk”, daí o nome da canção.…