Análise de Marcos e Anna

Share on Facebook11Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone

Dando continuidade na nossa série de análises, desta vez voltamos a escolher uma canção dos irmãos Panos e Haris Katsimixas, conhecidos também como Aderfoi Katsimixas (Irmãos Katsimixas), ou simplesmente Katsimixes, ou ainda Katsimixaioi…

Os dois gêmeos atenienses, nascidos em 1952, começaram a ser conhecidos no país na metade da década de 1980, construindo uma carreira meteórica, com diversos sucessos, um dos quais nós já analisamos aqui.

Hoje vamos analisar Μάρκος και Άννα (Marcos e Anna), música de 1989, do álbum Aprili Psefti.

Essa música, na verdade, é uma versão que os irmãos fizeram para uma conhecida canção do italiano Lucio Dalla (Anna e Marco) de 1978. A adaptação dos irmãos é praticamente idêntica à canção italiana original, com toda a carga emocional com que a triste história das duas personagens é retratada.

A letra

Traduzir a letra desta música dá um certo trabalho. São diversas expressões complicadas de entender para um não-grego como eu. Sem contar que as traduções existentes estão cheias de erros.

A minha abordagem na tradução desse clássico foi um olho no dicionário e outro na letra da canção original de Lucio Dalla. Só assim para compreender o significado geral da letra.

A música basicamente conta a história de dois jovens, o Marcos e a Anna, dois ilustres desconhecidos que vivem vidas bem diferentes um do outro. Poderíamos dizer até que é uma espécie de “Eduardo e Mônica” mediterrânea.

A canção começa descrevendo cada um dos dois. Primeiro, Anna, que é uma garota, como tantas outras, linda e que tem grandes sonhos.

 

Άννα όπως τόσες άλλες,

Anna como tantas outras,

Άννα, όμορφη Άννα.

Anna, bela Anna.

Άννα με το βλέμμα που σβήνει,

Anna com o olhar perdido,

μυγιάγγιχτη Άννα.

Sensível Anna.

Θα φύγει κάποτε θα φύγει.

Ela vai embora um dia, vai embora.

Της συνοικίας το αστέρι.

A estrela do bairro.

Η Άννα με τις φιλενάδες

A Anna com as suas amigas

κλείνει τα μάτια και το ξέρει.

Fecha os olhos e sabe disso.

 

No decorrer da canção, descobrimos que estes sonhos são de deixar o lugar onde mora e alçar grandes vôos, do outro lado da Lua, como veremos. Ela fecha os olhos e sabe disso. Ou seja, tem certeza de que nada abalará seus sonhos.

Já o Marcos é um tipo franzino, vivendo uma vida totalmente oposta a de Anna. Também mora afastado do centro da cidade, mas já não carrega sonhos. Sua única distração está com as más companhias da sua idade, junto dos quais aterroriza a vizinhança.

 

Ο Μάρκος μες στα ρούχα του που πλέει,

O Marcos dentro das suas roupas que nadam,

ο Μάρκος μια καρδιά που καίει.

Um coração ardente.

Με τη μάνα και την αδερφή του,

Com sua mãe e sua irmã,

και την άχαρη ζωή του

E sua vida sem graça.

Μα όταν νυχτώνουνε οι δρόμοι,

Mas quando escurecem as ruas,

τρέχει να βρει τη συμμορία

Corre pra encontrar a gangue

Ο Μάρκος με τους κολλητούς,

O Marcos com os seus chegados,

ο Μάρκος τσαμπουκάς στη συνοικία.

O arruaceiro do bairro.

 

Chamo atenção para o verso abaixo:

Ο Μάρκος μες στα ρούχα του που πλέει,

 

Alguns tradutores traduzem como: “O Marcos que chora dentro das suas roupas”… Mas o verbo aqui é πλέει (nada) e não κλάει (chora). Faz mais sentido ainda quando analisamos a letra italiana:

Marco grosse scarpe e poca carne (Marco sapatos grandes e pouca carne)

 

Agora que conhecemos nossas duas personagens, a canção vai contar a história de como os dois se encontram, metaforicamente acompanhados pela Lua e pelas estrelas até o fim da canção.

O Marcos, nosso trombadinha, rouba uma moto na noite de sábado e parte para o centro.

 

Το φεγγάρι μια μπάλα στ’ ουρανού το μπιλιάρδο

A lua é uma bola no bilhar do céu

Και τ’ αστέρια αμέτρητα στου φλίπερ το τζάμι

E as estrelas incontáveis no vidro do fliperama

Ο Μάρκος σ’ ένα μπάρ,

O Marcos num bar,

δεν ξέρει που να πάει

Não sabe onde ir

Ένα ξεκλείδωτο γκάζι βουτάει

Rouba uma moto sem cadeado

και για την πόλη τραβάει

E vai em direção a cidade

E encontra Anna, dançando num clube.

Σαββάτο η Άννα πάει για χορό,

Sábado a Anna vai dançar,

ο Μάρκος στην πίστα καλπάζει.

O Marcos dança como um cavalo na pista.

Το χορευτάδικο είναι φριχτό,

O clube de dança é horrível,

μια αδερφή με πάθος τον κοιτάζει.

Um rapaz gay o olha com paixão.

 

Mas, assim como Eduardo e Mônica, quem irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração? Quem é que conhece os destinos e os caminhos que levam ao amor? Não poderá a dama apaixonar-se pelo vagabundo?

 

Μα πες μου εσύ που όλα τα ξέρεις,

Mas me diga você que sabe de tudo,

ποιος είναι ο δρόμος για τ’ αστέρια;

Qual é a estrada para as estrelas?

Κοιτάζονται, μιλάνε, γελάνε,

Eles se olham, conversam, riem,

μιλάνε με τα χέρια

Conversam com as mãos

και αρχίζουν να πετάνε

E começam a voar

αγκαλιά μες στη ζαλάδα.

Abraçados em vertigem.

 

Mas, nem tudo são rosas. Uma palavra, América… Para um o sonho. Para o outro, uma palavra que congela o sangue dentro das veias. A América é tão longe… do outro lado da Lua… E o que começou como uma comédia americana pode terminar como uma tragédia grega 🙂

 

Σαν κωμωδία αμερικάνικη

Como uma comédia americana

πέρασε και τούτη η βδομάδα.

Passou-se aquela semana.

Μα η Αμέρικα μακραίνει,

Mas a América é longe,

στην άλλη όχθη της σελήνης

Do outro lado da lua

Κυνηγώντας τους ζυγώνει

(A lua) caçando se aproxima deles

μ’ ένα γέλιο που το αίμα τους παγώνει.

Com um riso que congela o sangue (deles).

 

A lua, grande companheira dos amantes, não passa agora de tirana personagem, que separa os que se amam:

 

Το φεγγάρι απλώνει,

A lua se espande,

τους πιάνει απ’ τον ώμο.

Os pega pelo ombro.

Μ’ ένα μάτσο αστέρια

Com uma multidão de estrelas

κατεβαίνει στο δρόμο.

Desce até a rua.

άρρωστο φεγγάρι,

Lua doentia,

στο δρόμο χύνεται.

Se derrama na rua.

Ένα σκυλί που περνάει,

Um cachorrinho que passa,

γαβγίζει, και ξεκουμπίζεται.

Late e sai correndo.

 

Anna, sentimental como é, só pensa em morrer. Marcos, que já não tinha sonhos, sonha com dias melhores…

 

Η Άννα θέλει να πεθάνει,

Anna quer morrer,

ο Μάρκος ονειρεύεται άλλα μέρη.

Marcos sonha com outros lugares.

Κάποιος τους είδε να γυρίζουν χέρι με χέρι.

Alguém os viu andando por aí de mãos dadas.

 

Aprendendo Grego

Como a maioria das letras dos irmãos Katsimixas, Μάρκος και Άννα é riquíssima. É um prato cheio para aprender expressões e palavras novas.

Inversões

Uma das coisas que sempre me chamaram a atenção nas letras de músicas é a quantidade de inversões poéticas. É um recurso muito usado, principalmente em poemas e στίχοι (letras de música), chamado anáfrase. Encontramos isso, por exemplo em:

 

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas

De um povo heroico o brado retumbante

 

Que pode ser dito como:

As margens plácidas do Ipiranga ouviram

O brado retumbante de um povo heroico

 

Na música grego eu notei que isso acontece muito com preposições e artigos. Claro, não na mesma proporção do nosso hino nacional. Mas não deixa de ser interessante. Vamos a um exemplo da canção:

 

Το φεγγάρι μια μπάλα στ’ ουρανού το μπιλιάρδο

A lua é uma bola no bilhar do céu

Και τ’ αστέρια αμέτρητα στου φλίπερ το τζάμι

E as estrelas incontáveis no vidro do fliperama

 

O trecho στου φλίπερ το τζάμι poderia ser reescrito como στο τζάμι του φλίπερ. Da mesma forma, στ’ ουρανού το μπιλιάρδο poderia ser transformado em στο μπιλιάρδο του ουρανού. Mas, certamente que a rima e a prosódia seria totalmente comprometida se fosse usada a forma direta.

Notem que interessante é a inversão em grego. Por exemplo, em:

 

στου φλίπερ το τζάμι

 

O genitivo του (do) é combinado com a preposição σε, virando στου. De modo que só dá para entender esse tipo de construção se lermos a frase de forma direta, sem a inversão.

Exemplos destes são recorrentes na música grega. Como a conhecida interpretação de Stamatis Kokkotas:

 

Στου Προφήτη Ηλία τα σοκάκια = Στα σοκάκια του Προφήτη Ηλία

 

O mesmo vale para o genitivo feminino (της = da), que vira στης. Dá pra encontrar isso em diversos títulos de canções como:

 

Στης Σαλονίκης τα στενά = Στα στενά της Σαλονίκης

Στης εκκλησιάς την πόρτα = Στην πόρτα της εκκλησιάς

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *